Startup especializada em promover autoestima por meio da beleza, separou cinco tendências do setor que você precisa conhecer
Muitas coisas mudaram ao longo do último ano, devido a crise que se instalou no Brasil e no mundo por conta da COVID-19. E no mercado de beleza não foi diferente, as alterações no cenário fizeram com que as vendas em lojas físicas diminuíssem, contudo as pessoas não pararam de consumir, elas apenas migraram para o digital, que por necessidade, acabou expandindo de forma acelerada o que já estava em processo de aprendizagem.

Analisando apenas este ponto, já podemos perceber que o ano de 2020, funcionou dentro do campo empresarial como um acelerador de tendências para o mercado, principalmente para o setor de consumo. Pensando nesse cenário, o ano de 2021, chega trazendo muitas tendências com um alto potencial de crescimento na área de beleza, por isso, o time de especialista da UAUBox – clube de assinatura de produtos de beleza e cuidados, listou as cinco principais tendências que prometem crescer, gerando uma melhor experiência de compra para o consumidor. Confira:

1 – K-beauty

A cultura coreana está cada vez mais presente na vida dos Brasileiros, desde a febre do K-pop que conquistou as playlists dos jovens de todo o país até o K-Beauty que entrou feito um ritual no dia-a-dia dos consumidores de produtos de beleza.

A indústria da beleza Coreana é referência em todo mundo quando o assunto é cuidados com a pele, isso porque as mulheres de lá sempre se preocuparam com a saúde e hidratação da pele, limpeza e redução de manchas e poros aparentes. Dessa forma trazem tecnologia de ponta para os seus produtos. Hoje a prática do K-Beauty se populariza cada dia mais no Brasil.

As brasileiras aderiram ao uso de produtos com esse tipo de tecnologia, entre eles estão: máscaras de beleza e hidratantes de skincare.

2 – Sustentabilidade

A indústria da beleza carrega um histórico de não ser a melhor amiga do meio ambiente, mas a sustentabilidade chega como uma tendência no mercado e já mostrou que veio para ficar! As marcas de beleza se preocupam com a conscientização ambiental e social.

O mesmo vale para os consumidores, que estão cada vez mais vigilantes, buscando por produtos que respeitem tanto o meio ambiente quanto os animais.

Com isso, produtos veganos com ingredientes naturais e cruelty-free estão conquistando o gosto do consumidor e consequentemente é a direção em que grande parte das empresas de cosméticos estão seguindo e devem seguir cada vez mais.

3 – Clean Beauty

O clean beauty surgiu por meio de novas marcas que tem por objetivo trazer produtos de qualidade para consumidores conscientes. O objetivo do Clean Beauty é trazer ativos na composição dos produtos que não agridam a pele dos consumidores, prevenindo assim os possíveis danos à pele.

A ideia é consumir produtos que não sejam nocivos à saúde, por isso, normalmente os produtos que seguem a linha do clean beauty são livres de parabenos, conservantes e sulfatos.

4 – A alta do Skincare

Os consumidores de beleza brasileiros buscam cada vez mais por uma pele bem cuidada, com isso, hábitos de skincare passaram a ser incluídos na rotina dos brasileiros.

Como o skincare é um ritual diário de beleza, o isolamento social (e o tempo ao longo do dia que economizamos com ele) foi um grande agente impulsionador para que a população consumidora de produtos de beleza pudesse adotar esses hábitos.

5 – Produtos com mais de uma função

Ao passo que vamos voltando às nossas rotinas, surge também a necessidade de praticidade. Poder cuidar de si mesmo, todos os dias, sem que isso seja uma tarefa difícil e demorada, passa a ser super importante para o consumidor, pois, o principal agora é poder continuar se cuidando sem que isso ocupe tanto espaço dentro da rotina.

Com isso, vemos que a indústria tem apostado no desenvolvimento de produtos versáteis, que aguçam a criatividade dos consumidores. Afinal, quem disse que um bronzer foi feito apenas para passar nas têmporas? As consumidoras passam a usar cada vez mais a criatividade para descobrir e experimentar novas funções para os produtos.